A ORDEM GOLDEN DAWN

A Ordem Hermética da Aurora Dourada (Hermetic Order of the Golden Dawn) é uma síntese mista entre Rosa-Cruz, Magia o empréstimo de algumas outras tradições. Essa sociedade secreta foi fundada em 1887 por William Wynn Westcott (1848-1925), Samuel Liddel Macgregor Mathers (1854-1918) e William Robert Woodman (1828-1891), todos franco-maçons e rosacrucianos, com um grande interesse em comum: esoterismo e escritos antigos misteriosos.

O quadro de membros mais famosos nos 50 anos de existência da Ordem Golden Dawn original foram o grande poeta irlandês W. B. Yeats(vencedor do Prêmio Nobel de Literatura), o escritor e criador do personagem Conde Drácula, Bram Stoker, e mais outro grande escritor Robert-Louis Stevenson, autor de A Ilha do Tesouro.

Clique abaixo para ver as imagens dos membros e também destes ilsutres membros.

 

William Wynn Westcott

William Wynn Westcott

Samuel Liddel Macgregor Mathers

Samuel Liddel Mathers

William Robert Woodman

William Robert Woodman

W. B. Yeats

W. B. Yeats

Bram Stoker

Bram Stoker

Robert-Louis Stevenson

Robert-Louis Stevenson

 

 

 


 

O SURGIMENTO DA ORDEM GOLDEN DAWN

A Ordem nasce precisamente quando Westcott encontra um antigo manuscrito em código, com inscrições cabalísticas, e é Mathers quem consegue decifrá-lo. O que havia neste documento exatamente? Eis um grande mistério revelado aos olhos apenas destes fundadores, que uma vez decodificado, forneceu as coordenadas, na cidade alemã de Nuremberg, de uma mulher cujo nome era Anna Sprengel. Segundo as instruções deste manuscrito, Anna seria a depositária da herança dos Rosa-Cruz originais, herança essa transmitida através dos séculos através de uma Ordem mística cujo nome era Die Goldene Dämerung (do alemão: A Aurora Dourada). Westcott após encontrar esta mulher, pede permissão para fundar o ramo inglês da Ordem, que uma vez concedida, ele e os outros dois companheiros fundam então a Hermetic Order of the Golden Dawn.

Em 1888, apenas um ano após a fundação da Ordem inglesa, um templo é erigido em Londres, outro em Edimburgo e um terceiro em Paris.

O sucesso da Ordem é imediato por duas características, na época, inovadoras: a sociedade era aberta aos profanos (ou seja, admitia-se qualquer homem comum e não era requerido o título de mestre-maçom) e às mulheres (que inclusive eram altamente representadas).

Tudo o que a Ordem Golden Dawn oferece é altamente sedutor, afinal, oferece lado a lado os ensinamentos da Rosa-Cruz, da Maçonaria, da Alquimia, da Mágica Tradicional e da Cabala em uma roupagem muito característica, com símbolos e artefatos presentes nos templos, nas reuniões, na roupagem e nos rituais.


 

John Dee e sua influência na Ordem Golden Dawn

Johannes Dee

Johannes Dee

John Dee (1527-1608) foi um matemático, astrônomo, astrólogo, filósofo, ocultista e conselheiro real da Rainha Elizabeth I. Dedicou a maior parte de sua vida aos estudos da Alquimia e ao Hermetismo. A Ordem Golden Dawn emprestou dele o sistema de invocação dos espíritos e o usou como fundação e base de seus rituais mágicos.

John Dee, acreditava que havia encontrado o idioma original de Adão, graças ao qual era possível invocar espíritos intermediários em sessões teúrgicas. Essa língua havia sido descoberta por ele com a ajuda de um médium chamado Edward Kelley, que através dos Anjos de Enoque, em um ritual chamado Magia de Enoque, teria sido desvendado o alfabeto de caracteres mágicos.


 

A HIERARQUIA da GOLDEN DAWN

A Ordem Hermética da Aurora Dourada é dividida em três hierarquias crescentes e pregressivas, sendo que na primeira hierarquia temos os títulos atribuídos ao neófito de: Zelator, Theoricus, Practicus e Philosophicus onde são aprendidos os princípios gerais da Ordem, mesclados com alguns rituais, sendo o mais conhecido como “O Pilar do Meio”.

A partir da segunda hierarquia, começam a prática das invocações e o neófito recebe o título de Adeptus Minor. Sendo um Adeptus Minor, o neófito era ensinado a projeção astral onde permitia percorrer outros planos da realidade.

A terceira hierarquia é a mais secreta e era reservada apenas aos seus três fundadores pois eram os únicos habilitados a entrarem em contato com os mestres secretos, teoricamente rosa-cruz alemães.


 

RITUAIS

Por causa da Mágica Tradicional e demais elementos emprestados de outras tradições, as invocações eram frequentes, e diferentes rituais tomavam lugar durante as cerimônias em seus templos. Como citado acima, o ritual conhecido com “O Pilar do Meio” não era segredo e era ensinado aos neófitos ainda na primeira hierarquia porque possuía uma importância bem particular, porque era uma meditação enriquecida com virtudes terapêuticas. Para se ter uma ideia do que é este ritual, segue abaixo uma transcrição desta prática profundamente inspirada na Cabala e suas Sephiroth: “Em pé ou sentado o neófito deve visualizar cinco Sephiroth a saber: Kether, Daath, Tipheret, Yesod e Malkluth, cada uma delas em uma esfera colorida e associada a um ponto no corpo. Invocar um dos nomes de Deus. Visualizar uma onda no alto de seu crânio, circulando ao longo de seu corpo, segundo o percurso preciso ensinado. Refluir essa onda internamente no corpo e fazê-la subir novamente numa onda contínua.” Esse exercício era frequente entre os adeptos que sentiam grande satisfação em realizá-la.

Numa época em que o espiritismo e a magia fascinava as multidões, a doutrina Golden Dawn estava realmente caindo no gosto popular.


 

O ESCÂNDALO FINAL

Em 1900, quando a Ordem Golden Dawn já contava com alguns ilustres membros, tais como os citados acima, uma grave crise se desencadeia. Samuel Mathers, um dos fundadores da Ordem, revela a alguns amigos que Westcott e ele jamais tiveram contato com qualquer “terceira ordem” e seus “mestres-secretos”. Além disso, confessou ainda que ele os outros dois fundadores da Ordem haviam criado a descendência do ramo Rosa-Cruz alemão através de uma pura invenção fantasiosa. Diante dessas confissões intoleráveis, a Golden Dawn dá seus primeiros passos à ruína. Não bastasse isso, um ano depois, em 1901 alguns membros da Ordem são acusados de trapaça e são presos. No decorrer do processo de acusação contra eles, o nome da Golden Dawn é citado inúmeras vezes o que fez muitos de seus outros membros desistirem de pertencer a esta Ordem. Em 1903, a Ordem Golden Dawn dá seus últimos passos em direção à falência. A herança deixada pela Ordem Golden Dawn é asperamente disputada, e Samuel Mathers funda em Paris a Ordem do Alpha e Ômega (A.O.) onde após a sua morte, passa a ser conduzida por sua esposa, chamada Moina Mathers (1865-1928), era irmã do ilustre filósofo francês Henri Bergson (também vencedor do Prêmio Nobel de Literatura).

Outro ramo cujas raízes estavam na Golden Dawn, foi a criação da Ordem Universal Estrela Matutina, mais conhecida por seu nome original como Universal Order of the Morning Star ou Universalis Ordinis Stella Matutina, que estabeleceu forte ligação com o criador da Antroposofia, Rudolph Steiner (1861-1925).

Um dos últimos iniciados na Ordem Golden Dawn foi o famoso Aleister Crowley (1875-1947) em 1900, que após o seu colapso, decidiu fundar sua própria Ordem batizada de Astrum Argentium.

A Ordem golden Dawn original já desapareceu dando margem para criação de incontáveis outras Ordens que bebem de sua fonte em múltiplas repartições no mundo todo. Na França existe uma grande proliferação de templos dedicadas à Golden Dawn, e nos E.U.A., em 1990, a Golden Dawn deu vida à outra Ordem que viria a se tornar mundialmente famosa, e que será discutida em outra postagem, a Ordem de Telema, ou, Thelemic Order of the Golden Dawn.

Texto baseado no original de Jean-François Signier e Renaud Thomazo da coleção Larousse.


 

Aprofunde seu estudos

Golden Dawn Research Centre : Website oficial.
Ordem Golden Dawn em português : Website oficial.
Biblioteca Golden Dawn : Visitar biblioteca.

Next ArticleA ORDEM ROSA-CRUZ